BENVINDO / WELCOME

 

PÁGINA NO FACEBOOK

TRADUZA ESTE SITE PARA QUALQUER IDIOMA - TRANSLATE THIS SITE TO ANY LANGUAGE

BASTA CLICAR NO LINK A SEGUIR http://translate.google.com/?hl=pt-BR&layout=1&eotf=1#pt|en|

E DEPOIS COLOCAR O URL (http/www....) DA PÁGINA QUE DESEJA TRADUZIR, NO LOCAL INDICADO PELO TRADUTOR DO GOOGLE. POR EXEMPLO, PARA TRADUZIR ESTA PÁGINA INICIAL DO IMORTAIS GUERREIROS, DIGITE  http://www.imortaisguerreiros.com/ NO LOCAL INDICADO E MARQUE NA LISTA DE IDIOMAS AQUELE PARA O QUAL DESEJE A TRADUÇÃO. É PERFEITO!

TRANSLATE ANY PAGE OF THIS SITE TO ANY LANGUAGE BY CLIKING ON THE LINK: http://translate.google.com/?hl=pt-BR&layout=1&eotf=1#pt|en|. THAN, WRITE THE URL PAGE YOU WANT TO TRANSLATE INTO THE INDICATED PLACE. FOR EXAMPLE, TO TRANSLATE THIS HOME PAGE OF IMMORTALS WARRIORS, TYPE http://www.imortaisguerreiros.com/  AND MARK ON THE LIST OF LANGUAGES THE ONE WHICH YOU  WANT TO TRANSLATION THE PAGE OF. IT'S PERFECT!

ENVIE PARA UM AMIGO

MAIS NOVOS MEMBROS

NOVAS ENTRADAS NO BLOG

No recent entries

REGISTRO DE TRAFEGO

EDITORA - É REALIZAÇÕES

   

CONSULTE O SITE DESTA EDITORA PARA CONHECER PUBLICAÇÕES IMPORTANTES E INDISPENSÁVEIS. ENTRE OUTRAS COISAS, O SITE OFERECE E AGENDA AULAS, POR VIDEOCONFERÊNCIA, COM O FILÓSOFO OLAVO DE CARVALHO.

LIVRARIA BRASIL.NET

 

NO SITE DESTA LIVRARIA, VOCÊ PODE ENCONTRAR PUBLICAÇÕES QUE NÃO ESTÃO NO MERCADO CONVENCIONAL DE LIVROS

(CLIQUE NA FIGURA AO LADO)

“BRASIL SOBERANO”

LANÇAMENTO DO LIVRO: “BRASIL SOBERANO”

   

LANÇAMENTO DO LIVRO: “BRASIL SOBERANO”

 

Dia 26.03.2009 de 19:00h às 22:00h
Livraria Argumento de Copacabana-RJ
Rua Barata Ribeiro nº 502, loja A- 2º andar
(entre a Rua Anita Garibaldi e a Rua Santa Clara)

 

Dia 28.03.2009 às 11:00h
Nacional Club – SP
Rua  Angatuba nº 703 –Pacaembu- SP

   

            e-mail: mailto: [email protected]

SENTA A PUA! - DOCUMENTÁRIO SOBRE A FEB - ESPETACULAR O TRABALHO DESSE JOVEM CINEASTA!

SENTA A PUA! - DOCUMENTÁRIO SOBRE A FEB - ESPETACULAR O TRABALHO DESSE JOVEM CINEASTA!

 

Clique aqui para saber mais sobre o filme e adquirir o seu DVD
>> www.popmidia. com.br/loja/ dvd-senta- a-pua.asp

Para adquirir outros produtos "Senta a Pua!" (bonés, chaveiros, camisetas), acesse nosso site parceiro aqui
>> www.loja.sentandoap ua.com.br

Senta a Pua! - DVD Duplo
Direção: Erik de Castro
Tempo:
112 minutos
Cor: Colorido/P&B
Ano de Lançamento: 2003
Recomendação: Livre
Região: All (multi-região, roda em qualquer país)
Legenda: Português, Inglês, Espanhol, Italiano
Idiomas/Sistema de Som: Português - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: FullScreen
Pais de Origem: Brasil

NOVO - Original

Relançamento, em breve!
Cadastre-se aqui para ser avisado

Informações Especiais:
Comentários do diretor - Seleção de cenas - Menu interativo - Introdução do diretor - Mais de 90 minutos de cenas inéditas - Solenidades - Trailer de cinema e spots de TV - Filme do arquivo histórico - Lista de veteranos

Sinopse:
No dia 06 de outubro de 1944, os integrantes do 1º Grupo de Aviação de Caça do Brasil desembarcaram no porto de Livorno, na Itália, para participar da Segunda Guerra Mundial integrando o 350º Fighter Group. Faziam parte do grupo 466 pessoas: 49 pilotos e 417 homens de apoio. A saga do 1º Grupo de Aviação de Caça é contada por seus próprios pilotos, veteranos do mais importante conflito bélico do século XX, cujas ações contribuíram para a garantia da vitória aliada na Europa. 23 depoentes, entre pilotos, pessoal de apoio e pessoas ligadas ao Primeiro Grupo de Aviação de Caça Brasileiro na Segunda Guerra Mundial. E mais: imagens de arquivo, fotos de época (p/b e coloridas) e ilustrações digitais.

Extras:
Disco 1: Filme, Comentários em áudio do diretor Erik de Castro e do compositor Eugênio Matos.
Disco 2: Introdução do diretor, Mais de uma hora e meia de cenas adicionais (finalizadas e não finalizadas), Solenidades, Trailer de cinema e spots de tv, Filme de arquivo histórico Ataques de 1º Grupo de Aviação de Caça do Brasil Na Segunda Guerra Mundial, Lista de veteranos do 1º Grupo de Aviação de Caça.

Veja também:
Camisetas, CDs, pôsters, bonés e chaveiros exclusivos do filme!

BACABA - Memorias de um Guerreiro de Selva da Guerrilha do Araguaia

BACABA - Memorias de um Guerreiro de Selva da Guerrilha do Araguaia

 

 Você quer saber a História do Brasil que ainda não foi contada sobre como foram EXTERMINADOS e onde estão os guerrilheiros do Partido Comunista do Brasil(PC do B),mortos e desaparecidos, bem como os militares que morreram na Guerrilha do Araguaia,defendendo este regime Democrático que hoje existe no Brasil? Adquirá o livro BACABA - Memórias de um Guerreiro de Selva da guerrilha do Araguaia.

O autor é o Segundo Tenente da reserva do Exército Brasileiro,JOSÉ VARGAS JIMÉNEZ, cadastrado no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), como Guerreiro de Selva número 702, que vivenciou e participou da última fase da Guerra de Guerrilha do Araguaia no Sul do Pará, entre as Forças Armadas (FFAA) do Brasil, particularmente o Exército Brasileiro (Guerreiros de selva e Para-quedistas) e a Força Aérea Brasileira, e os guerrilheiros da Força Guerilheira do Araguaia (FOGUERA) do PC do B,que queriam impôr à força o regime Comunista no Brasi, como fizeram em CUBA, CHINA, RUSSIA, Etc.
Os fatos relatados são ilustrados com documentos Confidenciais e Secretos do Centro de Informações do Exército (CIE), para provar a autenticidade da realidade vivida pelo Tenente Vargas, à época Sargento que elucidam como se desenvolveu esta Guerra de Guerrilha, desde seu planejamento pelo PC do B (1968 - 1972), até o final, quando foram derrotados (exterminados) pelas Forças Armadas do Brasil. Contém também fotos dos guerrilheiros e militarres que morreram nesta operação, bem como de guerrilheiro capturado vivo pelo autor que hoje consta como "desaparecido" no Araguaia. SELVA!

  

BACABA - Memorias de um Guerreiro de Selva da Guerrilha do Araguaia

Autor: José Vargas Jiménez

Número de páginas : 136

Preço: R$ 30,00

    
Faça seu pedido: clicando na figura abaixo

 

 


 

O EIXO DO MAL - Lançamento!

ÉTICA DIREITO e CIDADANIA

 

ÉTICA DIREITO e CIDADANIA

LANÇAMENTO: 13.06.2008 - IATE CLUBE DO RIO DE JANEIRO – Av. Pasteur 333 - Praia Vermelha-Urca - Rio de Janeiro-RJ - 19 horas

Livro do Fiscal de Rendas e Mestre em Direito Tributário – Ruben Quaresma.

“Enfim, um texto precioso, sério, atual e gostoso de ler...  Criativo e instigante resgate literário sobre ética, direito e cidadania...  Admirável, fecunda e sensível incursão em temas pouco tratados por especialistas... Desperta reflexões e debates acerca DA vida real e do jeitinho de levar vantagem em tudo...  Exibe cenários generosos, transparentes, críticos e vitoriosos.  Ou decepcionantes, cômicos e trágicos...

Registra procedimentos de pessoas e grupos em busca de ideais e ambições frente à submissão a históricos e vigentes valores e limites de Ética Direito e Cidadania.  Tais são as fronteiras perante as quais a sociedade civilizada precisa mostrar conformadas as atitudes e condutas dos seus parceiros sociais!

É livro para ser lido e relido!”

Assim disseram Ives Gandra/Francisco Resek, Eduardo Mayr, Silvio Capanema, Adilson Rodrigues Pires, Theóphilo de Azeredo Santos, Ricardo Lobo Torres, Cibilis Viana, Fernando Fernandy Fernandes; João Damasceno; César Maia; Roberto Saturnino Braga; Rev. Guilhermino Cunha; Tércio Pacitti; Bernardino Pontes e outros. 

CONSPIRAÇÃO DE PORTAS ABERTAS

 

CONSPIRAÇÃO DE PORTAS ABERTAS

 

(...) uma pequena amostra de um assunto que precisa ser conhecido pela opinião pública brasileira de forma mais clara e abrangente: o Foro de São Paulo – FSP. E por que este assunto precisa ser conhecido? Pelo fato de que o FSP é a única força política organizada e coesa na América Latina. Continuar insistindo na irrelevância do Foro de São Paulo, ou pior, em que esse não passa de uma “teoria da conspiração” (afirmação, não por acaso, repetida sobretudo por alguns dos próprios membros do PT, sendo ele próprio um integrante do FSP) torna-se não apenas uma atitude de ignorância suicida, mas sobretudo de covardia criminosa, diante dos rumos que a política e a sociedade brasileiras estão tomando, cada vez mais sombrios.

 

Cumpre, portanto, aos homens de bem e que ocupam posições de destaque por suas profissões e formação intelectual, ao menos conhecer o potencial destruidor da ideologia que guia o Foro de São Paulo, e tirar suas próprias conclusões sobre a organização. É ela um mero “clube de amigos” saudosistas de uma tirania genocida sem semelhante na história da humanidade (como é o comunismo), mas sem potencial algum de ação efetiva em nossos dias, ou uma organização habilitada a pautar a política de vários governos latino-americanos e, em especial, do Brasil?

 

A HORA DAS HIDROVIAS

 A HORA DAS HIDROVIAS

http://www.alerta.inf.br/Transporte/1288.html

Editoria  

Autres: Geraldo Luís Lino, Lorenzo Carrasco e Nilder Costa

Rio de Janeiro: Capax Dei, 2008, 152 p. R$ 20,00 

Pedidos para Editor  

 

O transporte hidroviário é o mais barato e eficiente para a movimentação de grandes cargas a longas distâncias. Assim, a União Européia tem 37 mil km de hidrovias, os EUA, 47 mil km e a China, 124 mil km. Por sua vez, embora possua um território continental e uma das maiores redes hidrográficas do planeta, com 44 mil quilômetros de vias navegáveis, o Brasil tem apenas 8.500 quilômetros de hidrovias em uso.

Tal descaso (junto com a reduzida malha ferroviária e a deterioração da malha rodoviária) representa um dos maiores entraves para um esforço orientado e sustentado de desenvolvimento nacional, que precisa incluir a modernização econômica das regiões mais atrasadas do Brasil e a sua plena integração ao restante do País.

Para a Amazônia, em especial, vem ganhando força a idéia de uma industrialização da região, como a melhor forma de assegurar a elevação dos níveis de vida das populações locais, o pleno aproveitamento dos recursos naturais e a compatibilização com requisitos racionais de proteção ambiental – proposta que os autores chamam a Amazônia Industrial.

Felizmente, iniciativas oficiais e privadas sugerem uma crescente conscientização sobre a importância do modal hidroviário, refletida na proposta do Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT), de duplicar a participação do setor na matriz de transportes até 2023. Além de um enorme impacto interno, tal esforço será fundamental para a integração físico-econômica com os países vizinhos, fator crucial para que o País possa qualificar-se como protagonista da reconfiguração da ordem mundial que se encontra em curso.

Este livro examina as causas das contradições da matriz de transportes, as hidrovias existentes e em projeto e os obstáculos a serem superados para que o transporte hidroviário possa ser plenamente explorado em suas vastas potencialidades. Com ele, os autores esperam contribuir para esse esforço vital para o futuro do Brasil.

 

O CONTINENTE DA ESPERANÇA

 

 

O CONTINENTE DA ESPERANÇA


De Alejandro Peña Esclusa

 

 

São Paulo, É Realizações, 2006

 

 

 

 

Muitas vezes me perguntei: por que Paulo VI e João Paulo II asseguravam que a Ibero-América era o Continente da Esperança? Como esperar algo de uma região onde predominam a pobreza e o subdesenvolvimento? Por acaso usaram esse termo só para nos dar alento ou, de fato, a humanidade pode sintetizar suas esperanças na Ibero-América?

Em princípio, as respostas parecem ser pessimistas, porque não resolvemos o problema da pobreza e sequer alcançamos uma verdadeira estabilidade política. Ao contrário, países como a Venezuela retrocederam consideravelmente, ao promoverem um modelo castro-comunista em pleno século XXI, enquanto, em outras nações ibero-americanas, existe uma forte tendência para o socialismo. Nessas precárias condições, como pensar em ajudar outras regiões do mundo?

Analisados em profundidade, nossos problemas não são, porém, tão irresolutos e complicados como os de outras regiões: não há guerras religiosas nem enfrentamentos raciais, antes compartilhamos uma mesma religião e praticamente um mesmo idioma; não há escassez de recursos, mas superabundância; embora haja miséria, esta não chega aos níveis da África; e a deterioração moral não se equipara à dos países desenvolvidos. De fato, a maioria dos problemas poderia se resolver se fossem tomadas medidas relativamente simples.

Estou convencido de que o que dificulta o desenvolvimento da Ibero-América é um impedimento de ordem psicológica: uma falha coletiva na auto-estima e uma lamentável subestimação de nossas verdadeiras capacidades. Isso explica por que, mesmo depois da queda do muro de Berlim e do desmembramento da União Soviética, ainda haja aqueles que pensam que a esquerda é uma solução.

Certamente, as correntes políticas tradicionais não acabaram com a pobreza, ao contrário: os modelos econômicos aplicados por quase todas elas, baseados nas receitas do Fundo Monetário Internacional, agravaram a situação. Mas entregar o poder à esquerda constitui um suicídio, como puderam testemunhar amargamente os venezuelanos.

Estou a onze anos lutando contra Hugo Chávez e a organização regional que o respalda, o Foro de São Paulo, e isso me permitiu conhecer a verdadeira face das diversas correntes socialistas, inclusive essa que se tem denominado como “moderna e democrática”. Posso assegurar que todas elas conduzem, embora por caminhos diferentes, ao mesmo destino: o subdesenvolvimento e o enfrentamento entre irmãos.

O primeiro objetivo deste ensaio é descrever o projeto da esquerda na Ibero-América, para assim advertir aos povos e às instituições do continente sobre o perigo que correm ao lhe abrir a porta. O segundo, é apresentar uma alternativa de desenvolvimento continental que acabe de uma vez por todas com o flagelo da pobreza. A proposta está baseada em uma interessante investigação que venho realizando sobre a maneira como os Estados Unidos, a Alemanha e o Japão alcançaram sua industrialização. E o terceiro objetivo é expor o que considero uma distorção da identidade ibero-americana, e também uma proposta para corrigi-la, tudo o que contribuiria para um emocionante renascimento moral e cultural.

Embora pareça ambicioso, o resumo do que foi dito constitui um projeto para tornar realidade o epíteto que João Paulo II repetiu tantas vezes ao se referir à Ibero-América: o Continente da Esperança!

 

 

UMA DEMÃO DE VERDE

UMA DEMÃO DE VERDE

 

Uma demão de verde: os laços entre grupos ambientais, governos e grandes negócios. Elaine Dewar.

Rio de Janeiro, Capax Dei, 2007, 528 p.,

R$ 70,00.

Envio pelo correio: acrescentar R$ 7,40 

 

Pedidos: [email protected]

 

 Em 1988, a premiada jornalista canadense Elaine Dewar começou a trabalhar em um artigo curto e aprovador para a revista Saturday Night, sobre a ajuda que certos grupos ambientais, como a Cultural Survival, WWF e outros, estavam proporcionando aos índios caiapós para defender a Floresta Amazônica. Logo, ela descobriu que os caiapós estavam ganhando muito dinheiro dos garimpeiros e madeireiros que exploravam as suas terras, e a história tomou outro rumo. A partir daí, ela passou a seguir uma trilha de milhões e milhões de dólares, em um circuito integrado de agências governamentais, fundações e empresas privadas, organizações não-governamentais e ativistas ambientais e indigenistas, que se empenhavam em influenciar as políticas públicas em três continentes. O resultado, sete anos depois, foi Uma demão de verde, que a Capax Dei Editora apresenta agora em língua portuguesa.

Com um texto que se lê como uma novela de mistério, Uma demão de verde segue os passos da autora desde uma arrecadação de fundos para os caiapós, em Toronto, até a Floresta Amazônica e a gabinetes refrigerados em Ottawa, Washington, Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo e Genebra. No caminho, ela conhece alguns dos impressionantes personagens que atuam nos bastidores do ambientalismo internacional – o empresário-político Maurice Strong, Anita Roddick, da cadeia britânica Body Shop, e ativistas que dirigem importantes ONGs do Canadá e dos EUA. Ela também examina alguns perturbadores aspectos dos relacionamentos entre ONGs, corporações “verdes” e governos:

* Por que algumas ONGs desorientam o público com informações incorretas, para arrecadar fundos?

* Por que certas ONGs do Canadá e dos EUA têm em suas diretorias representantes de grandes empresas e de seus governos?

* Por que esses governos financiam ONGs estrangeiras com atuação política em seus países?

Para o Brasil, que ocupa um lugar central na trama, as respostas a essas e outras perguntas são fundamentais.

Elaine Dewar aprendeu o seu ofício na revista Maclean’s. Desde 1976, trabalha como jornalista independente, escrevendo sobre assuntos políticos, empresariais, ambientais e científico-tecnológicos. Por várias vezes, recebeu o National Magazine Award, um dos mais prestigiosos prêmios jornalísticos do Canadá. Além de Uma demão de verde (1995), escreveu Bones: Discovering the First Americans (2001) e The Second Tree: Of Clones, Chimeras and Quests for Immortality (2004). P0r este último, recebeu o Nereus Writer’s Trust Non-FictionPrize, concedido anualmente à melhor obra de não-ficção de um autor canadense.

 

A GUERRILHA DO ARAGUAIA

   

A GUERRILHA DO ARAGUAIA

 

Ten Cel Licio Maciel

Esse livro diz respeito, principalmente, ao que o autor vivenciou no comando de um pequeno grupo de operações de informações e combate na luta no Araguaia, deixando um legado incontestável de combates leais e decisivos.

O livro está disponível pra venda no site da Editora Corifeu, no link abaixo:

 

http://www.corifeu.com.br/comprar.asp?CODIGO=358

 

FRAUDES e DEFESAS no Voto Eletrônico

   

FRAUDES e DEFESAS no Voto Eletrônico

 

Autores: Amilcar Brunazo Filho e Maria Aparecida Cortiz

Prefácios de Paulo Henrique Amorim e Sérgio Sérvulo da Cunha

O livro "FRAUDES e DEFESAS no voto eletrônico" é para eleitor que queria compreender melhor as garantias do sistema eleitoral no qual é obrigado a declarar (digitar) o seu voto, e também é indispensável aos Partidos Políticos que queiram desenvolver esquemas de proteção contra fraudes eleitorais.

 

All-Print Editora

São Paulo - 2006

ISBN 85 - 7718 - 030 - 1

 Clique aqui para VENDAS e Mais Informações

O Jardim das Aflições: De Epicuro à Ressurreição de César

2ª ed., corrigida, São Paulo, É Realizações, 2000.

 

O Jardim das Aflições: De Epicuro à Ressurreição de César

Ensaio sobre o Materialismo e a Religião Civil

Este é, até o momento, o livro mais importante de Olavo de Carvalho. Publicado em 1995 numa edição modesta, e casualmente obscurecido pelo sucesso retumbarte de O Imbecil Coletivo: Atualidades Inculturais Brasileiras (Rio, Faculdade da Cidade Editora, 1997), foi lido até agora somente por um público seleto, do qual obteve respostas do seguinte teor:

"Um livro maravilhoso, um clarão nas trevas."
Leopoldo Serran, Jornal do Brasil, 6 set. 1996.

"Se a obra de Olavo de Carvalho se distingue da prosa empolada e vazia dos philosophes de plantão, é sobretudo por seu texto vivo e bem humorado, por sua erudição generosa e pela busca permanente de clareza e honestidade intelectual."
Antônio Fernando Borges, Jornal do Brasil, 6 jan. 1996.
 
"Filósofo, e não apenas professor de filosofia."
Nelson Saldanha, mensagem de saudação a O. de C. No Instituto de Tropicologia da Fundação Joaquim Nabuco, Recife, PE, 13 de maio de 1997.

 

 

O COMPLÔ

 O COMPLÔ

Para Aniquilar as Forças Armadas e as Nações da Ibero-América

 

 

 Executive Intelligence Review  

 

A GRANDE MENTIRA

 

A GRANDE MENTIRA

 

Gen Agnaldo Del Nero Augusto

Livraria Cultura – preço R$ 47,00

site www.livrariacultura.com.br

BIBLIEX – preço R$ 42,50 

(Desconto para militares)

site www.bibliex.com.br 

Online: www.bibliex.com.br/principal/livraria_online/index.html 

Email: [email protected]

Telefone: (21) 2253-4628 ou (21) 2219-5732

 

Soljenitsin, prisioneiro por 38 anos dos campos de trabalho soviéticos
e autor do livro “Arquipélago Gulag”, assim se expressou: “O pior do Comunismo não é a opressão, é a mentira”. Com a mentira e valendo-se de técnicas psicológicas de indução, os comunistas patrícios, com referência a sua atuação desde os primórdios até a guerrilha da década de 1970, montaram uma versão mentirosa e deturpada dos fatos. Era preciso restabelecer  a VERDADE, para esclarecer as jovens gerações.  É a proposta deste livro, que narra de modo preciso e sem paixões, os acontecimentos como eles realmente ocorreram.  LEIA E SURPEENDA-SE!

 

CADERNOS DA LIBERDADE

 

CADERNOS DA LIBERDADE

 

Gen Sérgio Augusto de Avellar Coutinho

Você acha que o Comunismo acabou?

Não, claro que não! Ele está mais vivo do que nunca!

Aprecie este livro, que descreve em detalhes, a mais nova estratégia daquela ideologia, utilizada pelo Foro de São Paulo, organização supranacional criminosa, integrada por Lula e, entre outros, pelas FARC - o grupo dos traficantes de narcóticos da Colômbia- que quer comunizar a América Latina.

 

Para adquirir esse livro ao preço de R$28,50 (vinte e oito reais e cinqüenta centavos).
Envie um e-mail para [email protected], com o assunto Desejo adquirir o livro Cadernos da Liberdade, citando seu nome e título e receba dados para transferência ou depósito e formulário para o pedido.

A VERDADE SUFOCADA

 

A VERDADE SUFOCADA

De Carlos Alberto brilhante Ustra

Para maiores informações, visite o site do livro.

 

COMPRANDO ONLINE:

http://www.livrariabrasil.net/product_info.php?products_id=28

Peça pelo e-mail: [email protected] This e-mail address is being protected from spam bots, you need JavaScript enabled to view it

Peça pelo telefone (61) 3468 6576

 

 

“Comandei o DOI/CODI/II Exército de 29/09/1970 a 23/01/1974, período em que as organizações terroristas atuaram com maior intensidade. Neste livro conto como os Órgãos de Segurança as derrotaram. Na luta armada, lamentavelmente, tivemos cerca de 500 vítimas, de ambos os lados, um número bastante reduzido se o compararmos os demais países da América Latina que também enfrentaram o terrorismo. Além dos relatos, procuro desfazer mitos, farsas e mentiras divulgadas para manipular a opinião pública e para desacreditar e desmoralizar aqueles que as venceram”.


O livro resgata a verdade de um período histórico totalmente distorcido por aqueles que hoje encobrem os seus reais desígnios de transformar o Brasil em um satélite do comunismo internacional, com a falácia de que lutaram contra uma ditadura militar para promover a liberdade e a democracia.
Em linguagem coloquial, A Verdade Sufocada narra o período pré-1964, quando a efervescência dos movimentos subversivos e a influência de Cuba sobre os nossos comunistas quase conduziram o País ao caos; narra os motivos que levaram os militares, apoiados pela mídia, a pedido da sociedade, a desencadear a Contra-Revolução de 1964. O livro apresenta provas irrefutáveis, que permitem aos leitores fazer um verdadeiro juízo de valor sobre a realidade dos fatos ocorridos naqueles anos conturbados. Cita pessoas, organizações e crimes praticados em nome de uma democracia e de uma liberdade que eles jamais praticaram. A Verdade Sufocada desvenda os “justiçamentos” que eles praticaram em nome da “liberdade” e da "democracia". Acaba com o mito de que as Forças Armadas lutaram com seus tanques contra estudantes armados de estilingue e meninos inocentes.